Saiba tudo sobre o vestibular da Uerj, que acontece no domingo (1º) – UOL

Saiba tudo sobre o vestibular da Uerj, que acontece no domingo (1º) – UOL

A Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) irá aplicar, neste domingo (1º), a prova que seleciona os candidatos aos 65 cursos de graduação da instituição. Ao todo, são 41.500 inscritos.

O UOL reuniu as principais informações sobre o vestibular e ouviu professores que explicam as características da prova.

Qual a data e o horário da prova da Uerj?

  • A prova irá acontecer neste domingo (1º), a partir das 9h
  • O recomendável é que o estudante chegue ao seu local de prova com uma hora de antecedência e que confira o endereço um dia antes
  • A prova dura cinco horas, acabando às 14h
  • Os resultados serão divulgados no dia 19 de dezembro.

Neste domingo é a segunda fase da prova

A Uerj promove dois exames. O primeiro, de qualificação, ocorreu em junho. A segunda prova, chamada de discursiva, tem relação com a carreira que o estudante escolheu.

“Conforme o curso, vai ser uma prova diferente. São questões mais elaboradas, que ele vai desenvolver discursivamente. Mas a redação é igual para todos”, explica Gustavo Bernardo Krause, diretor do Departamento de Seleção Acadêmica, responsável pela organização do vestibular.

Krause diz que a prova tem foco na interdisciplinaridade e busca acomodar todo o programa geral do ensino médio. Segundo ele, fazer provas de anos anteriores é fundamental para entender a dinâmica do exame.

Segundo Rafael Vilaça, professor do Descomplica, a segunda fase da prova não é tão profundamente conteudista como a da segunda fase da Fuvest, da USP (Universidade de São Paulo), e da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

“A prova da Uerj não costuma cobrar assuntos que são rodapé de livro. Ela flutua sobre temas bem conhecidos e trabalhados”, afirma Vilaça.

Consulte as provas de anos anteriores

Prova de 2018

Prova de 2017

Prova de 2016

Prova de 2015

Como estudar sobre o livro que será tema da redação?

De acordo com Krause, uma das principais exigências da prova é a leitura. “Os elementos da prova devem ser lidos. Todos eles se articulam e geram a compreensão necessária para resolver a questão. Não são como provas do Enem, em que é comum os professores dizerem que não precisaria do texto para resolver”, doz.

A Uerj, segundo Vilaça, sempre tem um livro que será trabalhado na prova. Por isso, ele recomenda que o candidato não só leia a obra recomendada, mas que também vá a debates que falam sobre ela. “Assim, ele pode ouvir os assuntos que podem cair em potencial e se rechear de bons argumentos e teses”, disse.

Segundo Krause, a redação é feita a partir de um tema polêmico levantado por um livro de literatura previamente anunciado. “Neste ano é Vidas Secas. Na prova, vai ser possível discutir o tema do romance. Mas, há mais de 20 anos, temos formulado questões que têm várias possibilidades de resposta”, afirma.

O professor afirma que não é preciso que o estudante tenha a mesma visão sobre aquele tema que a banca avaliadora tem. “Ele pode falar tanto a favor como pode escolher uma posição contrária. A ideia é que ele vai escrever melhor se ele escrever o que realmente quer escrever”, diz.

Há cotas na Uerj?

É possível que o candidato ingresse na Uerj por meio de uma cota social. A universidade oferece 45% de suas vagas para cotistas.

Caso as vagas não sejam preenchidas, elas são direcionados aos candidatos não cotistas.

Enem

A Uerj não usa a nota do Enem para o ingresso na universidade.

Fonte Oficial: UOL.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Notícias do Enem.

Comentários

Você talvez goste também de

Cultura em redações de vestibulares e no Enem – UOL

O artigo não representa a opinião do site.