Mitos do Enem: Posso chutar as questões? Vou saber a nota com o gabarito? – 07/11/2019 – UOL

Mitos do Enem: Posso chutar as questões? Vou saber a nota com o gabarito? – 07/11/2019 – UOL

Consigo saber se fui bem quando sair o gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019? É possível que pessoas que acertaram o mesmo número de questões tenham desempenhos diferentes na prova? Essas e outras dúvidas são comuns para quem está participando do exame nacional, que desde 2009 é usado como critério para o ingresso em diversas universidades públicas e privadas.

Isso porque o sistema de correção da prova é complexo e bem diferente de provas tradicionais de vestibulares. O método, chamado de Teoria de Resposta ao Item (TRI), faz uma análise individualizada de todos os participantes e vai atribuindo notas diferentes a cada questão.

O UOL conversou com o Claudio Pinheiro, coordenador de processos de avaliação acadêmica e da coordenadoria de futuro e carreiras do colégio Bandeirantes, que ajuda a responder às dúvidas mais frequentes em relação à correção do Enem. Veja a seguir a resposta a algumas dúvidas.

1) A redação do Enem pode ficar sem título?

Pode. A página 9 da cartilha do participante do Enem, divulgada pelo Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), diz que o título da redação é um “elemento opcional” na produção da redação.

Assim, embora seja considerado como linha escrita, o título não é avaliado em nenhum aspecto relacionado às competências da matriz de referência. A linha do título, porém, é computada na quantidade total de linhas da redação.

2) Chutar todas as questões da prova na mesma letra gera eliminação?

Isso é mito. Essa prerrogativa não aparece no edital do exame. Entretanto, o método de cálculo do Enem, a chamada TRI, estima a probabilidade de chute, e a nota do estudante que chutar será mais baixa.

3) É possível calcular a nota do Enem assim que sai o gabarito oficial?

Não. Exatamente pelo uso da TRI, é impossível que o participante calcule sua nota só com o gabarito oficial, divulgado pelo Inep no dia 13 de novembro.

Na TRI, são analisadas várias habilidades do aluno e o nível de dificuldade da questão que ele está enfrentando para saber qual a probabilidade de ele responder corretamente cada uma delas.

Dessa forma, quem está participando do Enem 2019 só saberá sua nota em janeiro de 2020, quando o Inep divulgar os resultados individuais.

4) Candidatos que acertam o mesmo número de questões podem ter notas diferentes?

Podem. A metodologia da TRI considera não só a quantidade de questões que são respondidas corretamente, mas quais delas são mais complicadas de resolver e que, mesmo assim, o aluno acertou.

Os cálculos consideram que um participante que acerta uma questão mais sofisticada de determinada habilidade tende a acertar as questões mais simples da mesma habilidade.

5) O Enem tem lista de aprovados?

Isso é mito. A nota do Enem mostra a proficiência do aluno em cada área de conhecimento. Cada universidade estabelece o critério dela para o aluno ser aprovado ou não.

6) Não preencher a cor da prova elimina o candidato?

Isso é mito. A cor da prova já vem indicada no cartão de respostas do participante. Por conta disso, o estudante não deve se preocupar em indicar a cor do exame.

Fonte Oficial: UOL.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Notícias do Enem.

Comentários

Você talvez goste também de

Mais de 92 mil candidatos não fizeram as provas no 1º dia de Enem 2019, na Bahia, diz Inep | Bahia – G1

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019