Inep abre inscrições para trabalhar nas provas – UOL

Inep abre inscrições para trabalhar nas provas – UOL

Crédito: Gabriel_Ramos / Shutterstock.com

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) abriu nesta quarta-feira, 3 de julho, o período para os interessados em trabalhar na aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 se cadastrarem na seletiva. O prazo vai até o dia 22 de julho e podem se inscrever quem for servidor público federal ou professor da rede estadual ou municipal de ensino.

Inscreva-se para trabalhar no Enem 2019

Para realizar a inscrição o interessado deve se cadastrar no sistema da Rede Nacional de Certificadores (RNC) e, posteriormente, se cadastrar para trabalhar no Enem 2019. Quem já possui o cadastro deve atualizar as informações ou realizar a inscrição diretamente.

Quem pode se inscrever?

Para atuar como certificador no dia aplicação das provas do Enem, os candidatos precisam se encaixar nos seguintes critérios:

  • Ser servidor público, em exercício em 2019, do Poder Executivo Federal regido pela Lei nº 8.112 ou docente da rede estadual ou municipal de ensino efetivo e registrado no Censo Escolar 2018;
  • Ter formação mínima em Ensino Médio;
  • Não estar inscrito como participante do Enem 2019;
  • Não ter cônjuges/companheiros ou parentes – em linha reta, colateral ou por afinidade de até terceiro grau – inscritos no Enem 2019;
  • Não ter vínculo com as atividades do processo logístico de elaboração, impressão, distribuição e aplicação ou de observação da aplicação do Enem e nem com o processo de correção da redação.

Saiba mais: Como ser fiscal de prova do Enem

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Seletiva

Após a inscrição realizada, o Inep vai divulgar, no dia 6 de agosto, os candidatos aptos para participar do curso de capacitação. Os classificados precisam ter um smartphone ou tablet com acesso à internet móvel e computador para a realização do curso de capacitação.

Essa atividade é promovida pelo Inep para divulgação das normas, procedimentos e critérios técnicos da RNC para a aplicação do Enem 2019 e é obrigatória para todos os convocados.

Como será o trabalho?

Nos dias da prova do Enem, 3 e 10 de novembro, os certificadores terão a função de atuar como representantes do Inep em todos os locais de prova e serão responsáveis por conferir os procedimentos de aplicação do exame.

O trabalho será remunerado e o valor pago é de R$ 342, sendo R$ 28,50 por hora de trabalho. O pagamento ocorrerá após a aplicação do Enem 2019 e será condicionado à apresentação do Relatório de Certificação e à finalização da demanda via sistema web ou aplicativo da RNC. A remuneração será feita por meio de Gratificação por Encargo de Curso ou Concurso (GECC), no caso dos servidores do Poder Executivo Federal, e por Auxílio Avaliação Educacional (AAE), no caso dos docentes das redes públicas de ensino.

Enem 2019

Mais de 5 milhões de estudantes estão inscritos no Enem 2019. As inscrições foram recebidas entre 6 e 17 de maio e as provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro.

O resultado do Enem 2019 será divulgado em janeiro de 2020 para os estudantes que terminaram o Ensino Médio. Os participantes que não concluirão o Ensino Médio em 2019 terão acesso às notas apenas em março de 2020.

Para mais informações acesse o Site do Inep ou consulte o edital.

Fonte Oficial: UOL.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Notícias do Enem.

Comentários

Você talvez goste também de

Enem está pronto e deverá ser impresso até o dia 17, diz Inep – Veja

Presidente diz que instituto cumpriu cronograma com três